sábado, 25 de abril de 2009

Ação,Reação

Tantas vezes me torturei por ser alguém que não é tão legal como os outros pensam.De não ser tão calma,nem tão forte,nem tão cheia de atitude.Eu queria muito ser o que as pessoas pensam que eu sou.Mas o que fazer com minhas reações,meus instintos?

Se recebo uma crítica,fico tonta,como quem acabou de apanhar.Achava eu que não gostava de receber críticas.Mas na real,o que eu não gosto é de concordar,de admitir que a pessoa está certa.Eu não gosto da verdade que eu não quero mas preciso ouvir.Daí,eu começo a me torturar por achar que eu devesse aceitar melhor as críticas.Ao mesmo tempo eu penso "não,eu não sou assim...fulano está certo,mas não é exatamente isso".Aí percebo todas as minhas contradições.
Sou confusa,medrosa,divertida,aparentemente estável,insegura pra caralho,sensível,e sei ser fria como gelo.Não sei o que é equilíbrio.

O meu peito dói e pesa que nem qualquer uma daquelas pedras do Arpoador.São minhas as reações mais explosivas e ao mesmo tempo comedidas.O que eu posso fazer?

Como posso melhorar? Eu posso melhorar?

Um comentário:

Gabriela Rodrigues. disse...

Ihh Carol, eu acho que só os velhinhos podem te ajudar, não sei se ainda tem avós, mas acho que eles no auge da experiência de vida deles podem te ajudar melhor que ninguém... Auto-conhecimento, e percepção consciente de nossas atirudes, ninguém tem por completo, é uma coisa que a gente constrói ao longo da vida, e sei lá, qnd a gente pensa que chegou numa conclusão, nossas idéias e atitudes mudam (as vezes a´te radicalmente) e começa essa busca de si novamente... "c'est la vie" ! acho que não ajudei né? ta vendo, é difícil falar sobre...