quinta-feira, 11 de junho de 2009

Qual é,Irmão,vai encarar?

Pergunta do dia:quem é homem o suficiente pra ser meu?

Assim começo esse já tão sem-noção texto.Quer dizer...ah,nem é tão sem noção assim.

Amanhã é dia dos namorados,e me vejo como sempre:assustando os bofes!Não,não tenho a cara do Ronaldinho Gaúcho,nem a risada da Cuca.Mas é simples assustar os homens.Basta ser bonita e inteligente ao mesmo tempo;não ser submissa;gostar e entender de futebol tanto quanto(ou mais do que) o boy;andar com os amigos dele como se fosse um dos caras;e ainda por cima fazer declarações não-melosas de amor.Saca a parada?

Sempre deixei claro de que não sou mulherzinha,daquelas que,de tanto brincar de Barbie na infância,ficaram abestalhadas achando que o mundo é cor-de-rosa.Eu brinquei de Barbie,não nego.Mas eu também não perdia a oportunidade de largar a boneca de lado para apostar corrida com os meninos na escola.Muito mais divertido.

É também muito mais divertido ser bem resolvida e fazer oque eu bem quiser sem precisar da aprovação de namorado.E se ele,por exemplo,ir ao Maracanã assistir um Fla-Flu esperto com a turma e não me convidar,vou ficar puta da vida e atirar coisas na cabeça do sujeito.

Eu quero um homem que me ache super sexy usando uma camisa de time,não necessariamente do Flamengo,mas do Milan ou do Barcelona;que vibre a cada manobra que eu conseguir executar com o skate;e que tenha toda a paciência do mundo pra me ensinar a tocar bateria ou guitarra.Ou que não me ensine nada,mas que goste de me ver aprendendo,fazendo as coisas que gosto.

Enfim,eu quero um homem que seja macho o suficiente pra me amar e gostar de amar um ser genuinamente feminista-futebolista-skatista-roqueiro.

E aí,moço internauta,vai encarar?

2 comentários:

XMaritoX disse...

Podia ser Corinthians, hein? Gostei do blog, bastantão, vou até acompanhar. Bom texto.

Luiza disse...

Ótimo post, me identifiquei, rs.
Essas coisas assustam um pouco os homens, mesmo...

Atualmente eu tenho um certo ódio por futebol, mas já joguei bastante quando era mais nova... brinquei de carrinho também, entre outras brincadeiras tipicamente masculinas.

Mas calma... tem homem que encara tudo isso por aí. Eu já achei o meu (por enquanto ele tá dando conta, haha).

Beijo!